Sopas, caldos, etc…

Eu estou pensando em fazer uma noite da sopa no meu aniversário mês que vem… O que vocês acham? Será que muita gente vai torcer o nariz? A minha comadre, pelo menos, eu sei que não gosta de sopa 😦

Eu, ao contrário, adoro. Desde pequena. Principalmente nessa época de frio, mas eu sou capaz de tomar sopa até no alto verão, porque acho muito gostoso. Tem muitas coisas que eu não como normalmente, ou que eu como por comer, mas que não gosto muito, mas que, se vierem em formato de sopa ou caldo, eu como com prazer.  Acho que a única sopa que não me deixa realmente animada é a de ervilha. De resto… Sopa é comigo mesmo.

Mas é claro que mesmo uma sopólatra (existe isso?) tem suas preferências. Minha sopa preferida é qualquer uma que vier com macarrão. às vezes, quando estou doente, só quero comer sopa de macarrão e batata, sem mais nada. Mas como isso quando estou saudável também, porque, como eu disse, eu adoro…. Se adicionar aquele caldinho de feijão que nem minha vó fazia então… Muito gostoso ❤ (é, eu sei, feijão é uma das outras coisas que também não sou tão fã… Mas sopa com caldinho de feijão é muito gostoso 🙂

Também gosto da “sopa de gigante”, que é uma receita do Chronos. Imagine uma sopa das mais tradicionais com macarrão, batata, cenoura, carne… tudo cortado em pedaços grandes: Eis a sopa de gigante.  Sopa de tomate é uma delícia. Caldo de abóbora bem temperadinho, com carninha desfiada (por mais que abóbora caia na categoria “eu como pouco” também é. E cogumelos picadinhos na sopa? Hummm….

E também não pode faltar um pãozinho italiano prá comer junto… gente, é tão gostoso… Eu não entendo quem não gosta de sopa :p

Tenho que elaborar mais essa idéia da noite de sopas e caldos… ou esquecê-la, e pensar em alguma coisa. Bom, ainda tenho um tempinho prá inventar. E, se não inventar nada, guardo a festança pro ano que vem, quando fizer 30…  Se bem que ano que vem meu aniversário vai cair no meio da Copa, não sabemos como vai estar a cidade… Ai gente, vamos pensar nisso depois, que eu ainda tenho que zipar e preparar o Heart Rock song que ele sai amanhã 🙂

Anúncios

De jejum, e com a conexão zoada

Bem, agora a pouco começou o meu jejum para fazer exame de sangue amanhã de manhã. Exames de rotina, prá ver se está tudo ok e se a minha dor no tornozelo não é nada de mais antes de me encaminhar para o ortopedista. Na verdade, eu tinha um encaminhamento de um ano e 9 meses atrás, que o posto de saúde primeiro falou prá eu “esperar chamar, que a fila podia durar até uns dois anos”, e depois admitiu que “não está aqui, devem ter te chamado”, isto é, eles perderam o encaminhamento. Prá pegar outro, só com o clínico geral, pro clínico geral, quatro meses de espera. Quem sabe eu consiga ver um ortopedista antes das olimpíadas do Rio, né?

E, para piorar, meu acesso à internet está muito ruim, faz mais ou menos uma hora. Tem hora que funciona normal, depois fica lento e cai. Tendo tudo isso em consideração, estou deslogando, e subindo prá escovar os dentes e ler um livro até dormir. Boa noite a todos 🙂

Saint Patrick´s Day #Fail

Vai saber porque, esse ano me deu vontade de fazer alguma coisa de Saint Patrick´s.

<#FirstWorldProblems>

Primeiro, eu queria fazer um layout de digiscrap para mandar para os amigos via e-mail e redes sociais amanhã de manhã. Mas, não tinha nenhuma foto legal de St. Patrick´s para usar para o layout, já que faz tempo que não fazemos nada especial nesse  dia. Eu tinha visto uma foto de um copo de cerveja muito legal que eu podia usar e era domínio público e… quando eu fui procurar hoje de manhã, não achei. Idéia do Layout: Abortada.

Aí, a solução mais legal e simples, qual é? Vamos sair para curtir e produzir fotos bacanudas, ué… Mas… ops! Esse ano não fui convidada prá nenhum st. Patricks, e mais, tenho dois eventos que não têm nada a ver com a temática para o fim de semana. Ou seja: #Fail.

Bem, pelo menos eu pintei a minha unha com meu esmate verde novo… que… eh, bem… descascou em menos de 24 horas, snif.

</#FirstWorldProblems>

Festa… com chuva…

Estou me preparando para ir numa festa de aniversário de um amigo meu que eu não vejo a muito tempo. E o mundo acaba de decidir que os céus vão cair. Está chovendo pacas.

Mas eu acho que eu vou de qualquer jeito, afinal de contas eu disse que iria! Mas confesso que deu preguiça.

Depois de um dia cheio de trabalho freela e Centro Cultural São Paulo, taca nois sair da ZS rumo a Vila Madá = outro lado do mundo! 😀

Sem internet

Simples assim. Nossa internet está indo e voltando. Entrar no WordPress foi um processo complicado. Não dá prá correr o risco de escrever um post longo e perdê-lo…

1st world problems

I have a lot.

Os “1st world problems” são coisas que acabam com a sua vida, mas para outras pessoas podem ser completamente desnecessárias, e geralmente ligados a pequenos detalhes elitizados de uma sociedade.

É pra mim um 1stwp o fato de que nem todo mundo que eu conheço fale ingles. Meu ingles não é perfeito, mas é fluente. Geralmente eu me pego falando ou pensando em ingles, e quando eu misturo os 2, isso pode ser um problema, nem todo mundo entende.

Outro caso meu é com tecnologia. Acredite, eu trabalho com uma pessoa que não tem computador em casa, e eu não consigo comceber a idéia de um ser humano em pleno sec 21, não ter um e-mail.

Não me importo se meu time de futebol perdeu (alias, não tenho time de futebol), não estou nem ai pra novela e não quero sequer saber da programação da televisão (que alias, também não tenho televisão) mas se der um problema por 30min no meu fornecimento de internet, eu fico furioso. 😀

 

Mimimi de menininha #1

menininha

 

 

Eu só compro absorventes em duas ocasiões. A que é a mais comum, quando encontro em promoção. Na falta de ofertas, utilizo a opção 2: Quando os absorventes de um determinado tipo estão acabando (ou acabaram) eu reponho o estoque. Em qualquer uma das ocasiões, costumo comprar “de monte” de uma vez, prá não ter que esquentar a cabeça com isso todo mês. E eu costumo ter diversos modelos diferentes, de diversas marcas, de absorvente, usando cada tipo e marca para uma situação diferente.

Pois bem, hoje foi dia de comprar absorventes pelo motivo 2: Alguns dos modelos estavam acabando. Entre eles, fui comprar o Íntimus noturno. Dentre os noturnos que eu compro, o Intimus é o que eu uso para noites de fluxo moderado a baixo, e para os dias quando eu não vou ter acesso a um banheiro limpo e seguro por algumas horas em sequencia.  Ele tem sido meu companheiro nessas situações já há alguns anos, acredito que desde que parei de conseguir encontrar o noturno da marca Moddess. Hoje, ao ir comprar, constatei que a embalagem tinha mudado um pouco. Isso acontecera outras vezes, mas o produto era mais ou menos o mesmo. Além disso, eles não mudariam a linha já existente sendo que acabaram de criar uma linha nova, certo? Errado!

(antes de continuar contando a história principal, devo dizer que ganhei uma amostra da linha nova da Intimus, e experimentei: Ele é lindo fofo e charmoso, mas vazou… E eu estava no trabalho… Eca!)

A mudança boa é que parece que o absorvente está um pouquinho maior. Mas se eu enumerar as ruins… Acho que elas são bem maiores:

A começar pela apresentação: Sabe aquele tradicional saquinho branquinho que embalava os absorventes um a um e que foi a “cara” da linha intimus quando essa foi lançada? JÁ ERA :(( Foi substituída por uma embalagem individual semi-transparente opaca (e fina),  com a intenção de mostrar o desenho tribal bonitinho do liner do absorvente (liner é a parte que protege uma camada de adesivo – coisas que se aprende trabalhando com decoração em vinil), que, realmente, é maravilhoso. Design esse que não compensa o prejuízo: O pacote é difícil de abrir e perdeu-se o diferencial da Intimus em relação à Always e outras marcas, que era que o absorvente vem “solto” na embalagem individual. Agora, o liner está grudado no tal do plastiquinho novo, bem como os da Always. Aliás, outra tendência chata que a Intimus aproveitou: Ao contrário do que acontecia até então, as duas abas vêm fechadas por cima do absorvente pelo mesmo liner, de modo que só se abre as abas com o liner retirado de pelo menos uma das abas: o que, além do potencial de que a aba cole em alguma posição que não seja a adequada, diminui a adaptabilidade do absorvente à calcinha. Eu, pelo menos, em geral costumava colocar o absorvente na calcinha onde eu achava que ele deveria ficar, virar as abas sem descolar os liners e colocar a calcinha, verificando se o absorvente está mesmo no lugar certo, fazendo algum ajuste necessário e, só depois da certeza do posicionamento eu grudava as abas. Com esse novo jeito de colocar as abas, isso tende a não funcionar tão bem assim.

Mas o pior eu ainda não contei: O absorvente está fino. Muito fino. fino bagarai. Bagarai mesmo. Absurdamente fino Muito papel de scrap que eu uso é mais grosso que isso. Pode ter mulheres que até comemorem o afinamento dos absorventes, e eu sei que a indústria de absorventes evolui de modo a gerar maior absorção num produto mais fino. Mas é sério: absorvente fino me dá muita insegurança. E esse está tão fino que eu não corro o risco de ficar com ele sem um banheiro por perto não. Ou seja, pelo menos até eu ter coragem de testar a absorção do dito ser, não confio mais nele prás noites de fluxo moderado, nem pros dias sem pausa para o banheiro quando eu quiser. Absorvente fino dá muita insegurança em mulheres com um fluxo menstrual um pouco maior. Ainda mais que o absorvente da nova linha, que, em tese, deveria ser melhor, vazou, eu vou tomar cuidado, muito cuidado, com o Intimus noturno por uns tempos. Provavelmente o Always noturno vai virar o absorvente que eu uso como eu usava o Intimus antes. Ok, confesso: Estou arrependida por ter comprado quatro pacotes de uma vez…

Vamos torcer para que a situação não seja tão catastrófica quanto parece, ou que, pelo menos, eu consiga gastar esses 4 pacotes, para eventualmente não comprar mais esse absorvente. Mas eu realmente acho que as marcas de absorventes deveriam pensar com mais carinho nas mulheres com fluxo intenso e na relação que elas estabelecem com seus absorventes antes de sair por aí afinando as coisas.

Selinho